0
0
0
s2smodern

A cerimônia de abertura do Rio2C – Rio Creative Conference foi realizada na noite desta terça-feira, 3 de abril, após uma tarde de palestras e debates voltadas ao mercado de audiovisual, inovação e música. O evento de inauguração aconteceu na Grande Sala – Petrobras, na Cidade das Artes.

A cerimônia contou com uma homenagem ao empresário Roberto Medina, que mostrou em primeira mão seu novo projeto, um festival chamado Zaytrons – Planeta de Andrômeda. Brincando que faria um pitching, ele exibiu o vídeo de apresentação do evento, que mistura música, games, entretenimento e discussões socioambientais, a partir de uma temática alienígena.

Antes da apresentação de Medina, Carla Esmeralda, curadora geral do Rio2C, convidou ao palco o Ministro da Cultura, Sergio Sá Leitão, um dos maiores entusiastas do evento. “As atividades criativas e culturais contribuem para o desenvolvimento do país, gerando renda e empregos. Não estamos fazendo a defesa de um setor. É um projeto de país. Estamos falando do que é fundamental para que o Brasil realize seu potencial e se torne o país que com que todos sonhamos. O nosso desenvolvimento tem que ter, na economia criativa, um de seus pilares”, afirmou.

“A minha mãe diz que a vida muda de sete em sete anos. Então bem vindos à oitava edição do RioContentMarket e primeiríssima do Rio2C”, convidou Carla Esmeralda, curadora geral. Ela agradeceu aos curadores (Cris Barreto, Zé Ricardo e Liana Brazil), todos os patrocinadores, apoiadores, parceiros, associações e delegações nacionais e internacionais que vieram ao evento, assim como a equipe de produção.

Para convidar o CEO do Rio2C ao palco, Esmeralda não poupou elogios: “E salve Rafael Lazarini, arcanjo do novo!”. Emocionado, CEO do Rio2C agradeceu primeiramente à BRAVI, pela confiança no Rio2C para prosseguir com o legado do RioContentMarket.

Ele contou que há 12 anos se mudou para Los Angeles para seguir uma visão. E que o começo foi muito difícil, mas que tinha uma vontade forte e uma cabeça cheia de sonhos. “Eu sobrevivi aquele período difícil, prosperei naquela cidade, passei a entendê-la e amá-la. Sou grato a tudo que L.A me deu especialmente ao fato de entender que é possível viver de arte. Que a criatividade pode se tornar uma indústria gigantesca! E foi lá que meu filho Antônio nasceu, o que traz o motivo porque estamos aqui hoje”.

Rafael contou que contrariando os conselhos de todos, ele resolveu em 2016 voltar ao Rio. Poucos meses depois, seu filho mais velho, carioca da gema, resolveu lhe contar “um segredo”: ele preferia não ter nascido no Rio, porque só falavam coisas ruins da cidade. “Foi um sentimento indescritível de impotência. Eu fiquei pensando se me mudava com a minha família ou mudava a cidade. Para mudar essa visão que o meu filho tem. Por mais difícil que fosse, pra mim, a única arma daquele momento para vencer o pessimismo e a desesperança, seria a ação. Transformar a cidade e o país através do empoderamento das pessoas extremamente criativas que existem nessa terra”.

Para encerrar a noite, a cantora carioca Iza, entoou “Aquele Abraço”, no Rio2C. Para quem faz acontecer, “O Rio de Janeiro continua lindo / O Rio de Janeiro continua sendo”.

Feriadao 300x600