Pin It

A Martinica, representada no Brasil pela Cap Amazon Tropical Marketing, a Agência de Desenvolvimento Turístico da França (Atout France) e a MSC Cruzeiros lançaram ontem (terça, dia 20 de agosto) durante almoço no restaurante Chef Rouge, na capital paulista, os cruzeiros a bordo do navio MSC Preziosa. As 17 saídas de sete noites pelo Caribe vão partir do porto de Fort-de-France, a capital da Martinica, entre 7 de dezembro de 2019 e 28 de março de 2020.

Para facilitar a ida de brasileiros aos cruzeiros do MSC Preziosa partindo da Martinica, a MSC Cruzeiros inclui nos pacotes as passagens ida e volta em um voo fretado e direto entre São Paulo (Guarulhos) e a ilha caribenha pela Gol. O avião utilizado será o Boeing 737-800, com capacidade para 170 passageiros.

“Estamos muito contentes em ter vocês aqui neste almoço, que se tornou uma tradição no trade turístico: pelo quarto ano consecutivo estamos anunciando esta parceria de sucesso entre a Martinica e a MSC Cruzeiros”, afirmou a diretora de Turismo da Cap Amazon, Fernanda Sarubbi. Ela apresentou o evento e saudou os cerca de 60 agentes de viagens e jornalistas presentes.

“O cruzeiro com o MSC Preziosa, a partir da Martinica, é ideal para a primeira viagem ao Exterior do brasileiro a bordo de um navio”, enfatizou o diretor geral da MSC Cruzeiros no Brasil, Adrian Ursilli. “Trata-se de um produto perfeito, pois tem suporte em português, e que veio para ficar”, emendou ele.

A “ILHA DAS FLORES” CARIBENHA
“O nome original da Martinica era Ilha das Flores, e por isso que os habitantes de lá fazem questão de ter muitos jardins floridos”, disse o administrador da Cap Amazon, Jean-Philippe Pérol, em sua apresentação sobre o destino que mescla tradições caribenhas com a l’art de vivre à francesa.

“A Martinica é uma ilha acolhedora, com belezas naturais, praias encantadoras, mar ideal para a prática de esportes e uma gastronomia que mescla as cozinhas francesa, caribenha e africana”, destacou Pérol. Os idiomas são o francês e o “creole”, mas o inglês também é falado em áreas turísticas.

“O destino é uma região ultramarina da França. Desta forma, os padrões franceses e/ou da União Europeia se aplicam para segurança, cuidados médicos, estradas/transporte, comunicações etc; e a moeda oficial é o euro”, contou a diretora da Atout France na América do Sul, Caroline Putnoki.

Portanto, para ir à Martinica, nos pacotes da MSC Cruzeiros, o brasileiro só precisa ter o passaporte válido – não é exigido visto até 90 dias de permanência. A única exigência é que o brasileiro leve o certificado internacional da vacina contra a febre amarela.