Em parceria com a Unesco, a Pasta irá selecionar um consultor de turismo, gastronomia ou de áreas afins para propor ações no segmento
 
Por Victor Maciel (Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo)

O Ministério do Turismo, em parceria com a Unesco, irá selecionar um profissional de turismo, gastronomia ou de áreas afins para a formulação de ações e estratégias voltadas ao desenvolvimento do turismo gastronômico no país. O edital foi divulgado nesta sexta-feira (19.03), no Diário Oficial da União (DOU), e as inscrições ficarão abertas até o próximo dia 28 de março. A parceria com a Pasta terá a duração de 11 meses, e o selecionado irá criar seis produtos que poderão ser executados pelo MTur.

Os interessados deverão encaminhar currículo ao Ministério do Turismo, por meio do endereço eletrônico Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., indicando o número do edital e o nome do perfil ao qual se candidatam (Edital n° 1/2021 - Projeto 914BRZ4024). Não poderão participar servidores ativos da Administração Pública Federal, Estadual, do Distrito Federal ou Municipal, direta e indireta, e nem empregados de suas subsidiárias ou controladas, no âmbito dos projetos de cooperação técnica internacional.

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, destacou a importância da seleção para a adequação do turismo gastronômico no Brasil. “Temos uma grande variedade gastronômica em nosso país, e ela é bem avaliada por mais de 90% dos turistas que visitam o nosso país. Precisamos utilizar isso em favor do nosso setor, e esse edital vem justamente para isso. Pretendemos transformar o nosso potencial em realidade e na geração de emprego e renda para o Brasil” pontuou.

Entre os produtos que serão apresentados estão o mapeamento dos principais eventos gastronômicos nacionais, roteiros gastronômicos e produtos turísticos brasileiros ligados à gastronomia; a sistematização das políticas, programas e projetos desenvolvidos, em âmbito nacional e estadual, relacionados ao fortalecimento do turismo gastronômico; e o levantamento e a sistematização de informações relacionadas à gastronomia que contribuam para a construção de indicadores do setor e o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030.

 

Siga-nos