0
0
0
s2smodern

Da costa oeste até os exuberantes campos de Gelderland no Leste, a paisagem da Holanda é pontuada pelas torres de seus muitos castelos e jardins. Muitas vezes, esses locais abrigam coleções particulares de arte, móveis antigos raros e, em alguns casos, funcionam como museus nacionais. Confira abaixo a lista dos principais castelos para se visitar.

Muiderslot

Próximo a Amsterdã, é um dos pontos turísticos mais pitorescos. Situado na foz do rio Vecht, foi construído por volta de 1280 pelo conde Floris V. Em seguida, em 1296, foi destruído pelo bispo Willem van Mechelen. Em 1380, um novo castelo foi construído sobre as ruínas do antigo. No século 17, o local foi casa do escritor P.C. Hooft e se tornou um importante centro de ciência e artes. Depois de uma cuidadosa restauração para manter as características originais, encontra-se em perfeitas condições, quase 600 anos depois. 

De Haar Castle

Luxuoso, tem tudo que é esperado de um castelo: torres, pontes suspensas e portões imponentes. Ao lado, uma capela romântica e o jardim – especialmente planejado pelo arquiteto Pierre Cuypers e pelo paisagista Hendrik Copijn, Apesar da aparência clássica, foi construído no começo do século XX e a família Van Zuylen van Nijevelt costumava receber grandes estrelas internacionais como Brigitte Bardot, Coco Chanel, Maria Callas e Roger Moore.  

Bergh Castle

Perto de s-Heerenberg, remonta à Idade Média. Ao longo do tempo, incêndios, guerras e expansões mudaram gradualmente sua aparência. De fortaleza medieval, é hoje um dos maiores e mais importantes, com coleção de arte, galeria de retratos, obras primas holandesas e do norte europeu, livros medievais, arsenal e uma coleção de moedas. O Castle Café Heeren Dubbel serve de tudo, desde uma xícara de café até menu degustação de três pratos.

Amerongen Castle

Construído no  século XVII, teve seus quartos renovados em torno de 1900 por Pierre Cuypers, arquiteto do Rijksmuseum e do De Haar Castle. Por dez anos, ficou fechado para restauração completa da fachada, interiores, coleção e jardins. O destaque da visita é a produção multimídia que conta a história de seus antigos habitantes, uma coleção de porcelanas, instrumentos musicais, além de retratos de família dos séculos XVIII e XIX.

Castle het Nijenhuis

Localizado em uma fazenda preservada perto de Heino, é um oásis de cultura. Com uma história que data de meados do século XV, o castelo e as dependências possuem uma coleção de arte internacional multifacetada e o jardim de esculturas hospeda diferentes exposições a cada ano. O Museum De Fundatie exibe uma coleção única de arte antiga e moderna da propriedade, sob a forma de pinturas, desenhos, esculturas e obras de muitos períodos e culturas, a maior parte originária da extensa coleção privada do Dr. Dirk Hannema, o ex-diretor do Museu Boijmans em Roterdã, e o último residente do castelo (1895-1984). Ao longo dos anos, o castelo foi habitado por vários membros da nobreza, incluindo as famílias Van Ittersum, Bentinck e Von Knobelsdorff.

Ammersoyen Castle

No meio de uma paisagem moldada pelos rios Maas e Waal, o impressionante castelo marca presença desde os tempos medievais. Foi construído em torno de 1300, de acordo com um novo design introduzido pelo Conde Floris V, com destaque para as torres do edifício central, que facilitavam a defesa. Durante sua restauração, foram encontrados inúmeros artefatos em seu fosso, incluindo objetos feitos de cerâmica, vidro, prata e bronze. Parte dos achados agora são exibidos, oferecendo um passeio por mais de 600 anos de história.

Ruurlo Castle

É um impressionante edifício na província de Gelderland, cuja história remonta ao século XIV. Além de ser um dos castelos mais atraentes desta parte do país, em 2013, foi comprado por Hans Melchers, que o transformou em uma filial do Museum MORE. Hoje hospeda a maior coleção do pintor neorrealista Carel Willink, além de criações da estilista chinesa-holandesa Fong Leng.

Loevestein Castle

É um castelo medieval construído pelo cavaleiro Dirc Loef van Horne, entre 1357 e 1397. Fazia parte da histórica Hollandic Water Line, a principal linha de defesa holandesa até a Segunda Guerra Mundial, e agora serve de museu medieval e arqueológico. Localizado na pequena cidade de Poederoyen, onde os rios Meuse e Waal se encontram, o Loevestein tinha um papel estratégico defensivo importante. No início do século 17, tornou-se uma prisão oficial do estado. O Loevestein Castle também é um sítio arqueológico, além de ficar no meio de uma reserva natural.