A parceria inédita entre a Azul e o Hospital de Amor (Hospital de Câncer de Barretos) já transportou e operou mais da metade das 30 mulheres com câncer de mama selecionadas para o primeiro ano do projeto social Conexão Azul Rosa. A iniciativa começou em outubro do ano passado com a triagem e seleção de pacientes da região de Juazeiro (PE) e Petrolina (BA). Até o fim deste mês, serão 19 as mulheres transportadas até Salvador, na Bahia, onde serão submetidas ao procedimento cirúrgico.

Para promover a relevância do Conexão Azul Rosa, a Azul e o Hospital de Amor irão divulgar um vídeo em suas redes sociais mostrando, pelas vozes das quatro primeiras pacientes do projeto, a importância da iniciativa. “Estamos muito felizes com os resultados desses primeiros meses de projeto. Usamos o poder da aviação de ligar pessoas e propósitos para transformar vidas. Nosso objetivo é expandir essa parceria para mais cidades e para mais mulheres”, afirma Claudia Fernandes, diretora de Marketing e Comunicação da Azul. O vídeo está disponível aqui.

O diretor médico das unidades de prevenção do Hospital de Amor, Dr. Rafael Haikel Junior, explica que um dos fatores que motivou a opção pelo interior de Pernambuco e da Bahia foi a distância das cidades para os centros urbanos, que oferecem melhor infraestrutura na área da saúde.

“Quando a Azul fez a proposta do projeto, as regiões de Petrolina e de Juazeiro foram escolhidas porque a unidade hospitalar parceira mais próxima para realização do tratamento fica em Salvador, a 533km de distância. A alternativa de transporte aéreo é a melhor solução para esse grupo de mulheres poder ir e voltar da cirurgia com mais conforto”, explica Júnior.

Até o final de 2018, a Azul e o Hospital de Amor irão operar e transformar a vida de todas as 30 mulheres selecionadas para a primeira edição do projeto Conexão Azul Rosa.