0
0
0
s2smodern

Durante o mês de julho de 2018, os números de voos e assentos da malha aérea internacional para o Brasil aumentaram nos continentes. Em comparação ao mesmo período do ano passado, ao todo, houve um acréscimo de 11,24% na oferta mensal de voos diretos (4.942 para 5.611 frequências mensais) e, também, nos assentos (11,41%), passando de 1.153.194 para 1.256.235.

Para o coordenador-geral de Inteligência Competitiva e Mercadológica do Turismo da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Alisson Andrade, isso se deve, também, ao aumento da procura de turistas pelo Brasil.

De acordo com os dados do Boletim da Malha Aérea da Embratur, para a América Latina, houve uma melhora significativa em julho deste ano, em relação ao mesmo período de 2017. O acréscimo foi de 14,62% no número de voos (passou de 2.825 para 3.238) e, nos assentos, foi de 12,86% (passando de 508.945 para 574.412).  

Na América do Norte, o aumento de voos diretos foi de 8,25% e, nos assentos, de 10,97%. No continente Europeu, o crescimento do número de voos foi de 5,77% e, de assentos, 10,7%. No continente asiático, em relação a julho de 2017, houve aumento apenas nos assentos, já que não ocorreu alteração nas frequências, totalizando 124 voos.

Os assentos passaram de 45.043 para 45.787. Entretanto, ocorreram grandes acréscimos no continente africano: 13,53% no número de voos (que passou de 133 para 151) e 12,09% nos assentos (passando de 32.940 para 36.921).