Pin It

Por Letícia Moura 

A China, Indonésia e Etiópia suspenderam a operação do Boeing 737 MAX 8, nesta segunda-feira (11), após a queda da aeronave da Ethiopian Airlines no domingo (10). Foi o segundo acidente fatal em cinco meses com o novo modelo, que começou a operar em 2017. Na Indonésia, um avião da Lion Air caiu sobre o mar pouco tempo após decolar, causando a morte dos 189 a bordo, em outubro de 2018. 

Como forma de precaução e segurança, a Ethiopian Airlines e a caribenha Cayman Airways também determinaram a paralisação de todos os seus Boeing da linha. 

No Brasil, a única cia aérea a utilizar o modelo 737 MAX é a Gol, com sete aviões em uso e 135 encomendas de MAX 8 e 10. A empresa pretende renovar a frota com esses tipos de Boeing mais modernos até 2027. De acordo com a Reuters, a Agência Nacional de Aviação (ANAC) exigiu o treinamento dos pilotos para operar a nova funcionalidade, o sensor anti-stall.