Pin It

 A LATAM Airlines Brasil começou nesta terça-feira (29) a implementação do serviço de autoatendimento para despacho de bagagens em voos nacionais e internacionais. Com a novidade, a companhia estima reduzir o tempo de despacho de bagagem de aproximadamente 82 segundos a uma média de 40 segundos por passageiro. O primeiro aeroporto brasileiro a receber os equipamentos foi Brasília e a empresa projeta ampliar os serviços em outros aeroportos já nos próximos meses, entre eles Guarulhos e Galeão.

 Com o novo serviço, o passageiro imprime seu cartão de embarque e etiqueta de bagagem nos quiosques de autoatendimento e segue para o serviço de “Entrega de Bagagem etiquetada” (ou Self Bag Drop) para o despacho da mala, sem a necessidade de passar por balcões de atendimento da companhia. A empresa disponibilizou um passo a passo do serviço neste link.

 “Além de sermos a companhia aérea mais pontual do país, queremos oferecer uma experiência sempre mais satisfatória reduzindo ainda mais o tempo do cliente no aeroporto.  Esta tecnologia deve diminuir em mais de 50% o tempo de atendimento e despacho de bagagem no check in” ressalta Rafael Walker, diretor de aeroportos da LATAM Airlines Brasil “Até o fim do próximo ano projetamos estar com mais de 10 aeroportos nacionais já operando com a novidade”, completa o executivo.

A tecnologia também reconhece se o passageiro já possui o serviço de despacho de bagagem incluso na tarifa ou já adquirido previamente. Caso o cliente possua alguma necessidade de assistência especial, opte por adquirir o serviço de bagagem no aeroporto ou tenha excesso de bagagem, a companhia continuará dispondo de balcões para despacho da mala e a contratação de serviços adicionais, bem como espaços de atendimento exclusivos para clientes prioritários.

 A “Entrega de bagagem etiquetada” é tendência na indústria aérea mundial e já está em pleno funcionamento na operação da companhia no Equador e em Londres. O próximo aeroporto a receber a tecnologia será Guarulhos e, assim como em Brasília, o serviço estará habilitado para voos nacionais e internacionais, com exceção dos voos para os Estados Unidos.