Pin It

O RIOgaleão e a Amaszonas Línea Aérea anunciaram, hoje (28), o início da nova rota entre o Rio de Janeiro e Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia. As empresas promoveram um encontro para o trade de turismo no hotel Fairmont, em Copacabana (RJ), para apresentar os detalhes do início dessa operação regular no Aeroporto Internacional Tom Jobim. Cerca de 40 pessoas, entre representantes do RIOgaleão, da companhia aérea, da Turisrio - Companhia de Turismo do Estado do Rio de Janeiro, consulados, profissionais do turismo e da imprensa, estiveram presentes na ocasião.

O primeiro voo da Amaszonas parte da cidade boliviana às 21h do dia 15 de dezembro (domingo) e chega ao Rio à 1h10 da madrugada. O voo de retorno acontece às 6h20 da manhã seguinte. Os voos da companhia entre a Cidade Maravilhosa e Santa Cruz de La Sierra acontecerão três vezes na semana. “Esse é um momento de celebração, estamos muito felizes de iniciar mais uma rota no Aeroporto Internacional Tom Jobim. O mercado da aviação entre Brasil e Bolívia cresceu 50% nos últimos cinco anos e o Aeroporto Internacional de Viru Viru era um dos nossos focos. Além disso, a chegada dessa nova operação contribui com a nossa estratégia internacional, principalmente porque conecta com outras importantes cidades e destinos da América do Sul”, explicou o gerente de desenvolvimento de rotas do RIOgaleão, Philipe Karat.

O presidente da Turisrio, Thomas Webber, esteve presente e explicou sobre as ações do Governo do Estado. “Estamos entusiasmados em incentivar cada vez mais o turismo por aqui. Seguimos participando de diversos eventos para divulgar o destino Rio e as cidades maravilhosas que temos nesse estado e continuaremos com esse movimento no próximo ano.” Giancarlo Alcalai, diretor comercial da Amaszonas no Brasil, completou: “O trabalho que fizemos em uma década tornou o Rio de Janeiro a cidade mais importante para trabalharmos. Nossos voos têm registrado 100% de ocupação nos primeiros meses de operação, mas seguimos com a meta de levar cada vez mais brasileiros para a Bolívia.”

Santa Cruz de la Sierra é, atualmente, a maior e mais populosa cidade da Bolívia, além de ser considerada o motor econômico do país. As rodovias e aeroportos da metrópole ligam com facilidade a cidades como Potosí, Uyuni, Sucre e La Paz – pode ser o ponto de partida para quem deseja conhecer o Salar de Uyuni, famoso deserto de sal no sudoeste da Bolívia. Além disso, a cidade também é uma das escolhas para brasileiros que desejam visitar Cusco e Machu Picchu, no Peru, pois a companhia apresenta a alternativa mais rápida para chegar ao local.

Santa Cruz de La Sierra é composta de doze bairros conectados por quatro principais vias, que são chamadas de anéis. No centro está a Plaza 24 de Septiembre e é ao redor dela, e no Centro Histórico, onde estão os principais prédios públicos, museus, a Catedral Basílica e ainda alguns bares e restaurantes. Há, também, opções de ecoturismo em parques naturais como o Biocentro Guembé, um parque ecológico com várias atrações, como aviário, borboletário, orquidário e atividades como lagoas, piscinas e parque infantil; o La Rinconada, um ecoparque com mais de 400 espécies vegetais para  observação; e o Parque Nacional Amboró, um local com grande diversidade e riqueza biológica; entre outros igualmente ricos em fauna e flora.

A aeronave Embraer 190, que realizará o voo entre o Rio de Janeiro e Santa Cruz de La Sierra, tem capacidade para 112 passageiros. As passagens já estão sendo vendidas no site da Amaszonas Línea Aérea, em agências online e demais canais.