Pin It

Dois dias após anunciar a interrupção de 10 de seus 22 destinos, a Voepass anunciou na noite da última sexta-feira (20) a paralisação total das suas atividades, por conta do impactos que tem sofrido diante da pandemia do novo coronavírus.

A companhia aérea, sediada em Ribeirão Preto, informou que a suspensão ocorrerá a partir desta segunda-feira (23) e que, nas últimas semanas, a demanda pela venda de passagens “chegou próximo de zero”, enquanto os no-show e cancelamentos cresceram substancialmente.

“Esta medida se faz necessária para preservar a integridade de colaboradores, clientes e familiares e para que a companhia passe por este momento de grave crise de maneira íntegra, com a manutenção dos postos de trabalho e pronta para em breve retomar com força e pujança”, diz trecho de comunicado da aérea.Ainda conforme a Voepass --novo nome da Passaredo--, para parte dos empregados será concedida licença remunerada, com pagamento de 20% do salário base a todos, a título de abono.

Para os que ficarem em atividade, poderão ter redução na carga horária e no salário, incluindo casos de home-office. A empresa avalia o período como “hibernação”, para que consiga em curto prazo possa voltar a operar.