Voo aconteceu na manhã desta segunda-feira

Por: Daniel R.Carneiro - Exclusivo para o Jornal de Turismo

A GOL inaugurou, com sucesso, na manhã de 15 de fevereiro, mas de forma discreta, as operações com o Boeing 737MAX-8 no aeroporto Santos-Dumont. O primeiro voo (G3), operado com o avião de prefixo PR-XMB (segundo recebido pela GOL) partiu de Guarulhos às 9h07, pousando no Santos-Dumont às 9h42. Às 10h51, a aeronave decolou de volta a Guarulhos, onde chegou às 11h35.

Depois do início das operações com os Airbus A320neo (concorrente direto da aeronave da Boeing) pela LATAM e Azul, o 737MAX-8 é o mais novo avião a inaugurar operações regulares no aeroporto central carioca. Espera-se que em breve também os Embraer E2 da Azul iniciem voos para o Santos-Dumont, já tendo sido feito, inclusive, um voo de teste pelo próprio fabricante.

O Boeing 737MAX-8 é a versão mais moderna da tradicional família 737. Seu primeiro voo ocorreu há pouco mais de cinco anos, com a primeira entrega sendo feita em maio de 2017 à companhia asiática Malindo Air. Mas dois acidentes trágicos, causados em parte por falhas no sistema MCAS (software que fazia com que o avião abaixasse o nariz e entrasse em procedimento de descida em caso de perda de sustentação) e por falta um treinamento mais apurado dos pilotos no novo sistema, fizeram com que em maio de 2019 suas operações fossem proibidas em todo o mundo por quase um ano. Desde então, uma série de correções e aprimoramentos foram feitos pela Boeing e seus parceiros, a fim de tornar o avião seguro e confiável, e finalmente, no final de 2020, esses aperfeiçoamentos foram reconhecidos e homologados pelas principais agências de aviação, como a FAA norte-americana, a europeia EAA e nossa ANAC, o que permitiu a reintrodução da aeronave na operação comercial. Vale lembrar que outras aeronaves que hoje têm fama de seguras, como o saudoso Lockheed L-188 Electra, o Airbus A320 e os ATR42/72, também tiveram problemas que ocasionaram acidentes graves no início de suas carreiras, demonstrando a capacidade da indústria aeronáutica em superar crises como estas, tornando seus produtos confiáveis.

A GOL é o maior cliente do 737MAX na América Latina, tendo 95 unidades encomendadas. O MAX é operado também pelas Aerolineas Argentinas e pela COPA Airlines, do Panamá.

PlaneSpotting é história. PlaneSpotting é cultura. Preserve a história da nossa aviação apoiando o PlaneSpotting.

Siga-nos