Punta del Este segue sendo um dos destinos mais procurados no país, porém, o Enjoy Punta del Este Casino e Resort ainda não tem data para reabrir

Quando as fronteiras internacionais forem abertas, o Uruguai, país vizinho e a pouco mais de duas horas de voo de São Paulo, deverá ganhar a preferência dos brasileiros. Nesse contexto, Punta del Este, que sempre foi a queridinha por aqui, voltará a ocupar a lista de destinos internacionais de viajantes brasileiros, seja pela segurança que oferece, ou pela proximidade com o Brasil, sobretudo os estados do sul, em especial o Rio Grande do Sul, que já tem laços fortes com o sofisticado balneário uruguaio, muitas vezes acessado até mesmo de carro.

Nesse cenário, o Enjoy Punta del Este Casino & Resort, que ainda não tem data para reabrir, segue em fase de implantação dos novos protocolos de saúde e sanitização orientados pelo governo para hotéis e restaurantes, baseados em recomendações da OMS, de modo que, ao voltar a operar, o faça com total segurança para seus colaboradores, hóspedes e visitantes. Basicamente, serão observadas medidas de segurança e distanciamento nas áreas comuns, limpeza e higienização de ambientes, e manipulação de alimentos, entre outros aspectos.

Entre as possíveis novidades a serem oferecidas pelo Enjoy quando reabrir, ganharão relevância as experiências ao ar livre, nos jardins do resort, e em seu beach club, de onde se assiste a um dos mais belos por do sol em Punta del Este.

Porquê Punta

Entre as cidades mais seguras para se visitar, com baixíssimo índice de criminalidade, ruas tranquilas, ar puro e população hospitaleira e educada, Punta del Este reúne todos os atributos para quem planeja sua próxima viagem, quando a pandemia o permitir. Seja para casais, famílias, ou até viagens individuais, o famoso balneário acena com praias limpas e seguras, rica gastronomia, passeios a vinícolas e fazendas de azeite, cafés e galerias charmosas em La Barra e Jose Ignacio, além de lojas sofisticadas de grifes internacionais. Além disso, fica a duas horas e meia de voo de São Paulo, e a menos de uma hora de Porto Alegre.

Baixa mortalidade

País modelo de desempenho na gestão de combate à pandemia de coronavirus, o Uruguai registrou apenas 26 mortes, graças a uma bem sucedida política sanitária empreendida pelo governo de Lacalle Pou. As eventuais diferenças políticas internas não interferem nas decisões de saúde que visem a segurança da população, e o governo cercou-se amplamente de respaldo científico na tomada de decisões. Afora isso, vale considerar o nível superior de educação dos uruguaios, e a qualidade de seu sistema de saúde, tanto público quanto privado, itens que pesaram bastante para se obter este cenário mais favorável.

Siga-nos