0
0
0
s2smodern

Muito mais do que locomoção, o sistema de transporte público na Suíça proporciona uma experiência singular para os visitantes, seja em viagens longas, curtas ou montanha acima, para chegar a atrações que estão a incríveis 3.800 metros de altitude. Composto por uma rede que integra trens, ônibus e até barcos, o Swiss Travel System oferece um serviço de extrema qualidade, com diferenciais e conveniências para atender todas as necessidades dos viajantes, como os que se aventuram sozinhos, em família e os que não querem se preocupar com a bagagem em nenhum momento. É possível despachar as malas no Brasil e recebê-las diretamente no hotel em que ficarão hospedados na Suíça, uma comodidade exclusiva para aqueles que usam o sistema de transportes do país.

São diversos tipos de passes disponíveis, cada qual se adequando ao objetivo, flexibilidade e período de estada do visitante. Além de viagens ilimitadas nos meios de transporte públicos, o Swiss Travel Pass oferece, por exemplo, descontos em excursões e entrada gratuita em mais de 500 museus e atrações turísticas de 90 cidades, entre eles o Museu da FIFA, em Zurique; o Museu Olímpico, em Lausanne; o Zentrum Paul Klee, em Berna, e o icônico Castelo de Chillon, às margens do Lago Genebra, nos arredores de Montreux.

Para curtir de pertinho as magníficas paisagens, vale embarcar nos trens panorâmicos, como o famoso Glacier Express, o Bernina Express, o Golden Pass Line e o Gotthard Panorama Express, incluídos em alguns passes. Outro serviço criado especialmente para os turistas com algumas sugestões de roteiros é o Grand Train Tour of Switzerland, que compreende 1.280 quilômetros divididos em oito rotas, onde o visitante pode escolher a cidade de partida, seus destinos, e completar o percurso no seu próprio ritmo. 

Outro serviço é voltado a quem busca comodidade enquanto “pula” de cidade em cidade. Na opção “express door to door luggage service”, disponível entre mais de 25 cidades no país, as bagagens são recolhidas de um hotel e transportada para o seguinte no mesmo dia. Por exemplo: o passageiro parte de Lausanne com destino a Lucerna, mas, antes, quer fazer um pit stop na capital suíça, Berna. Contratando o “express door to door luggage service”, o passageiro deixa as malas no hotel em Lausanne pela manhã, continua até Berna e desfruta do passeio pela cidade enquanto seus pertences seguem viagem até Lucerna, sendo entregues no final da tarde, diretamente no lugar indicado por ele. Ou seja, o turista pode fazer quantas paradas desejar durante o trajeto sem preocupações, e ficar com as mãos livres para carregar as sacolas de chocolate que comprar em cada lugar.

Confira abaixo algumas das modalidades de passes 

Swiss Travel Pass

Oferece viagens ilimitadas de trem, ônibus e barco, incluindo rotas panorâmicas. Esse tíquete também é usado no transporte público urbano de 90 cidades e inclui ainda: passeios nos montes Pilatus, Rigi e SchynigePlatte, até 50% de desconto em outras excursões de montanha e entrada gratuita em mais de 500 museus. O passe pode ser válido por 3, 4, 8 ou 15 dias consecutivos. Para passageiros com até 26 anos, há 15% de desconto.

Swiss Travel Pass Flex

Essa opção oferece as mesmas facilidades do Swiss Travel Pass, mas é válido para uso em dias não consecutivos de viagem, durante um período de até 30 dias.

Swiss Transfer Ticket

O bilhete oferece transporte de ida e volta, saindo de qualquer aeroporto ou estação de trem para os destinos de férias. São oferecidas viagens de trem, ônibus ou barco. Foi pensado para quem chega à Suíça com um único destino, como, por exemplo, uma estação de esqui.

 

Agências de Viagens

Geração millenium é responsável por quase metade das compras de passagens aéreas no Brasil

Segundo levantamento da agência ViajaNet, jovens entre 18 e 34 anos respondem por 45,34% do comércio de bilhetes aéreos e já são maioria no País

Segundo pesquisa exclusiva da agência virtual ViajaNet, a geração millenium já responde por 45,34% do total de vendas de passagens aéreas no Brasil. A participação dos consumidores entre 18 e 34 anos representa o público que mais compra bilhetes aéreos no País.

De acordo com o levantamento, que avaliou o perfil de compra de janeiro a agosto deste ano, os consumidores entre 35 e 54 anos representam 38,94% das vendas de passagens aéreas. E a menor participação ficou na população da terceira, com consumidores acima de 55 anos, com 15,72% dos bilhetes comprados.

vendas de passagens aéreas por faixa etária de consumidores