Na primeira edição, o público ao longo dos dois dias chegou a 4 mil pessoas

A segunda edição da Heli XP, a autêntica Helicopter Experience, mudou de data e agora será realizada nos dias 21 e 22 de outubro, no Helipark. Com 90% dos espaços vendidos, já estão confirmadas a presença de 88 marcas e 22 helicópteros em exposição no evento que já é considerado o maior no segmento de asas rotativas da América Latina. Na primeira edição, o público ao longo dos dois dias chegou a 4 mil pessoas. Mais uma vez, será possível usar parte da pista de 230 metros para voos-teste, um dos principais diferenciais do evento e responsável pelo sucesso da edição do ano passado.

"Mesmo com este cenário de pandemia, o setor acredita muito na retomada e isto nos deu a certeza que era preciso seguir em frente com o evento. A permanência das empresas reforça isso", disse Gledson Castro, diretor da G2C, organizadora da Heli XP.

A Heli XP 2020 ocupará 100% do hangar, o que aumenta a área total em 75%. A ampliação do espaço de exposição trouxe a possibilidade de novos players se juntarem ao evento. "Já temos um incremento de cerca de 70% de novas marcas, o que torna a feira ainda mais atrativa", disse o diretor.

A parte interna do hangar é reservada para fabricantes e empresas de produtos e serviços. Na área externa, exposição de aeronaves e equipamentos. Uma programação de palestras está sendo desenvolvida, assim como eventos e lançamentos nos dois dias.

Todas as marcas participantes em 2019 já confirmaram presença no evento. O Brasil é dono da segunda maior frota de helicópteros do mundo e é número 1 em movimentações diárias. A Heli XP se tornou o ponto de encontro da indústria de helicópteros, reunindo toda a cadeia produtiva, do fabricante ao prestador de serviços, permitindo contatos comerciais, atualização profissional e voos-teste para quem quer comprar um helicóptero.  O evento é associado a HAI (Helicopter Association International) e NBAA (National Business Aviation Association), conta com apoio institucional da ABRAPHE (Associação Brasileira de Pilotos de Helicóptero) e ABOA (Associação Brasileira de Operadores Aeromédicos). 

Siga-nos

 

Mais Lidos