Gilson Machado Neto falou da oportunidade que o nosso país tem a oferecer no pós-pandemia

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, participou no domingo (3), em Dubai, ao lado de investidores locais, do Fórum de Sustentabilidade Econômica na Amazônia. O evento contou com a participação do vice-presidente da República, Hamilton Mourão. Machado Neto participou, ainda, de reuniões bilaterais para tratar do potencial do turismo brasileiro com ministros de Dubai e com o presidente da Emirates.

Durante sua participação no encontro com investidores, o ministro Gilson Machado Neto ressaltou as belezas do Brasil e convidou os presentes para visitarem e investirem no país. "Gostaria de começar minha fala com as palavras que eu ouvi há três anos do representante de uma das maiores empresas de cruzeiro do mundo. Ele me disse ‘o Brasil é a maior história de sucesso que nunca aconteceu'. E agora a gente tem a chance de fazer diferente com o presidente Bolsonaro”, disse.

Para Machado Neto, o Brasil é o lugar mais próspero para investimentos no pós-pandemia, pelo seu potencial de belezas naturais, pela cultura e por todas as ações de desburocratização que o governo federal está adotando. “Nós somos o último lugar não revelado para o turismo de natureza. Nada se compara ao nosso país”, comentou, lançando um desafio para a plateia. “Se alguém for ao Brasil para conhecer nossa fauna e não encontrar uma onça ou uma sucuri, a gente devolve o dinheiro do turista”.

Em seguida, na Expo Dubai, o ministro do Turismo teve dois encontros importantes para alinhar medidas que possam aumentar o fluxo de turistas internacionais no Brasil. Primeiro, se reuniu com o Sheikh Ahmed bin Seed Al Maktoum, presidente da Emirates. Durante a conversa, o ministro brasileiro detalhou a capacidade do país em receber mais voos e citou o potencial de regiões como o Norte e o Nordeste para investimentos. Al Maktoum citou a importância do Brasil e do ecoturismo, e afirmou que vai analisar a possibilidade de aumentar a conectividade.

Ainda no complexo da Expo Dubai, Machado Neto se encontrou com o sheik Helal Almarri, Diretor Geral do Dubai Tourism, e, depois, com o ministro do Comércio Exterior, Dr. Thani Al Zeyoudi. Nas duas reuniões, o ministro Machado Neto explicou, por meio de números e dados, porque o Brasil será a bola da vez para investimentos e para o turismo como um todo. “O Brasil tem seis biomas, é um país vertical - com possibilidade de neve no Sul e 35º no Nordeste no mesmo dia - e estamos preparados para fazer parcerias para o aumento do fluxo de turistas entre nossos países”, disse o ministro do Turismo. As equipes técnicas do MTur, Embratur e do governo de Dubai vão detalhar os termas de cooperação e pretendem assinar o documento em novembro.

 

Siga-nos