Pin It

Mais tradicional associação de hotéis de luxo do Brasil, a Roteiros de Charme vai ampliar seus horizontes, ganhando cinco novos integrantes em 2020. Os hotéis selecionados para fazer parte da Associação no próximo ano estão distribuídos em três das cinco regiões do país: três no Nordeste, sendo dois no Ceará (Vila Kalango, em Jericoacoara, e Carmel Charme Resort, em Aquiraz) e um no Rio Grande do Norte (Pousada Mi Secreto, em São Miguel do Gostoso); um no Sul (Morada dos Canyons, na Serra do Faxinal, em Praia Grande, Santa Catarina) e, outro, no Sudeste (Roots Resort, em Monte Verde, Minas Gerais). Exceto Monte Verde, os quatro demais destinos são inéditos na Roteiros de Charme. Com os novos empreendimentos, a Associação passa a contar com 73 hotéis, marcando presença em 66 destinos e 16 estados brasileiros.

A seleção dos hotéis que integram a Roteiros de Charme é feita anualmente por uma comissão formada por hoteleiros associados. Dezenas de hotéis se candidatam todos os anos. Para ganhar o selo, é necessário preencher alguns requisitos: conforto, qualidade de serviços, ter no máximo 70 apartamentos e estar localizado em um destino com destacada beleza natural ou de importância histórica para o Brasil. Outra característica é o envolvimento dos proprietários na administração dos empreendimentos.

Seguir princípios sustentáveis, como parte integrante da qualidade do produto turístico, também é um critério exigido pela Associação. É preciso ter responsabilidade social e cuidar da valorização da cultura local. Os hotéis são orientados por um código de ética e conduta ambiental desenvolvido em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Unep), organismo da ONU responsável por Meio Ambiente, com o qual a associação possui acordo formal de cooperação há 20 anos.

“Uma das missões da Roteiros de Charme é selecionar hospedagens em regiões remotas e encantadoras do Brasil, levando conforto, tecnologia de ponta, visibilidade e desenvolvimento socioambiental a locais pouco desbravados”, explica o presidente e fundador da Roteiros de Charme, Helenio Waddington.

Da Duna do Pôr do Sol – única a manter os coqueiros centenários típicos de Jeri -  aos cânions da Serra do Faxinal, a 600 metros de altitude, passando pelas montanhas de vegetação preservada de Monte Verde, os hóspedes da Roteiros de Charme ganham mais horizontes em 2020. Sem contar que escolher um dos 73 associados é uma experiência, e não apenas uma hospedagem. A Associação reúne desde refúgios ecológicos e pequenas pousadas, cujo atendimento é despretensioso e caseiro, até hotéis muito confortáveis, com estilo, requinte e serviço esmerados.

Para orientar a escolha do hóspede, a Associação classifica os empreendimentos de acordo com a proposta de cada hotel. A classificação é feita por pedras preciosas: esmeralda, topázio-imperial, água-marinha, ametista e cristal.