Terramar Turismo & Eventos toma a frente na resolução da questão da hotelaria do Rio durante a conferência das Nações Unidas Na tarde da última terça-feira, a Terramar Turismo & Eventos, operadora oficial da Conferência das Nações Unidas Sobre Desenvolvimento Sustentável Rio+20, realizou duas reuniões preliminares, sendo uma com representantes do Itamaraty e outra com a ABIH-RJ (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio de Janeiro). E, nesta noite, se reúne com ministros para a terceira reunião do dia nas tratativas de colaborar em busca da melhor imagem para o Brasil e a cidade do Rio de Janeiro.

Para esta quarta-feira (ainda sem horário e local definidos) está agendada uma reunião conclusiva, da qual Rogério Frizzi, diretor comercial da Terramar, participará junto a representantes do governo federal e da hotelaria com o intuito de colaborar com a realização da Rio+20, reduzir o valor final das diárias para os novos participantes do evento com hospedagem entre 12 e 19 de junho e atender à solicitação do governo de ampliar o número de pessoas presentes na conferência.

“Estamos próximos de fechar um acordo que garantirá redução no valor das tarifas hoteleiras para os novos participantes das reuniões do Comitê Preparatório, que será realizado de 13 a 15 de junho no Riocentro e, também, nos dias de Diálogo sobre Desenvolvimento Sustentável, de 16 a 19 de junho”, afirma Frizzi.

De acordo com a Terramar, cuja taxa de administração está alinhada com a praticada no mercado de operadoras de turismo no Brasil, as negociações já deram resultados positivos com o fim da exigência da hospedagem mínima de sete dias para todos os participantes.

É importante esclarecer a diferença entre agências de viagens e operadoras de turismo. Considerando a hotelaria, as agências, com um mark up inferior, trabalham com a venda de pacotes/diárias para os clientes, enquanto as operadoras têm entre suas atribuições o bloqueio de apartamentos (inclusive com pagamento prévio), garantindo que eles estarão à disposição quando a reserva for solicitada pelo cliente final, no caso da Rio+20 as comitivas internacionais e demais participantes do evento.

Delegações oficiais

Para o período em que será realizada a reunião dos chefes de estado, de 20 a 22 de junho, os hotéis cariocas bloqueados registram 100% de ocupação, contemplando a participação de 146 comitivas internacionais distribuídas em 7.285 apartamentos em empreendimentos de padrão 3, 4 e 5 estrelas. Ou seja, essas comitivas, que são as delegações oficiais, foram todas devidamente atendidas e estão com as suas hospedagens garantidas e finalizadas.

Sobre o impacto causado pela notícia de que o Parlamento Europeu não irá ao Rio em razão da “alta nas diárias” hoteleiras, a Terramar informa que está em contato com Gerben Jan Gerbrandy para tentar reverter esta decisão; uma vez que a insatisfação do eurodeputado holandês não era de fato com o valor das tarifas, mas sim em relação à compra de pacote de diárias, o que já foi solucionado.

A expectativa, neste momento, recai sobre quantos hotéis vão aderir ao acordo de redução de suas tarifas; uma vez que a operadora já assume diminuir o valor da remuneração de seus próprios serviços a níveis inferiores aos praticados pelo mercado, para proporcionar queda ainda maior no preço final.

Siga-nos