Dados foram apresentados nesta terça-feira em coletiva de imprensa
 
O Sindicato das Empresas de Turismo no Estado de São Paulo (Sindetur-SP) e o Instituto de Pesquisas, Estudos e Capacitação em Turismo (Ipeturis) realizaram, ontem (26), no restaurante Cantaloup, em São Paulo, a apresentação do Sistema de Indicadores Econômicos do Agenciamento Turístico 2012, a qual contou com a participação de jornalistas da grande imprensa, entidades de agenciamento e de fornecedores de serviços turísticos.
 
Na ocasião, estiveram presentes Eduardo Nascimento e Marciano Freire, presidente e diretor Executivo do Sindetur-SP e Ipeturis, respectivamente, e Juliana Bettini, coordenadora da pesquisa pelo Ipeturis. “Esse painel é inovador e não existe no Brasil. Ele é importante porque retrata fielmente o que é o mercado de agenciamento turístico atualmente”, ressalta Juliana, que realizou a pesquisa com a supervisora de campo Grislayne Guedes, também presente no evento.
 
O estudo teve uma amostra ampla de 625 empresas entrevistadas. No resultado foi constatado que a idade média das empresas é de 17 anos, sendo que um percentual de 23,7% tem entre 21 e 30 anos. “Isso, realmente, foi uma novidade para nós. A maioria dessas empresas comercializa um leque grande de produtos”, comentou Freire.
 
O volume de vendas das grandes empresas foi superior no segundo semestre do ano passado (R$ 385 milhões), frente aos R$ 266 milhões registrados no primeiro semestre. Os meses de vendas da alta temporada de verão – outubro e novembro – são os mais expressivos para estas agências. A pesquisa ainda apontou que, no geral, os destinos internacionais têm maior representatividade na comercialização de pacotes. Entretanto, durante o segundo semestre de 2012, observou-se que os produtos nacionais ganharam força.
 
“Isso se deve ao valor do produto oferecido na viagem internacional ser maior que o nacional, pois realmente são mais caros; porém, o número de viajantes domésticos é maior”, destaca Freire. Outro fator que foi ressaltado refere-se ao aquecimento corporativo no período e a tradição de destinos nacionais de sol e praia durante a temporada de verão.
 
Ao final da apresentação, o diretor Executivo afirmou que em breve serão divulgadas novas pesquisas; entre elas está um estudo sobre mídias sociais no agenciamento de viagens. “Uma das missões do Sindetur-SP é disponibilizar informação técnica, atualizada e gratuita, para aprimoramento profissional do agente de turismo”, finaliza Freire.

Siga-nos