Em seu discurso na abertura das 41ª Feira de Turismo das Américas, o presidente da Abav Antônio Azevedo criticou falta de regulamentação da atividade pelo Congresso

 

 

Discurso do presidente da Abav, Antônio Azevedo, na abertura da 41ª Feira de Turismo das Américas, fala da falta de regulamentação da atividade dos agentes de viagens pelo Congresso Nacional.

Confira abaixo o discurso na íntegra:

 

Discurso de abertura - 41ª ABAV - Feira de Turismo das Américas

 

Senhoras e senhores, bom dia!

 

Na pessoa do excelentíssimo ministro do Turismo do Brasil Gastão Vieira e do Prefeito Fernando Haddad, eu quero estender as nossas boas-vindas a todas as autoridades nacionais e internacionais, às lideranças empresariais, à imprensa, aos participantes brasileiros e estrangeiros e, principalmente, aos agentes de viagens, que muito nos honram com suas presenças nesta 41ª edição da Feira de Turismo das Américas – ABAV 2013. 

 

Como presidente da ABAV Nacional, que representa com orgulho a qualidade superior dos serviços personalizados prestados para os turistas e é o maior canal de vendas de viagens no país; que já concentra 4% do Produto Interno Bruto do Brasil e projeta crescer neste ano extraordinários 7,3%, quero também compartilhar com todos os presentes a alegria de nesta 41ª edição da ABAV – Feira de Turismo das Américas termos agregado a este que é o maior e melhor evento de turismo do Continente parceiros importantes do setor público e privado, mostrando na prática que é possível, sim, unir esforços em prol da valorização do nosso setor, que muito contribui com o desenvolvimento econômico e social do país. 

 

Este evento, que já era uma referência, passa a ser doravante um marco fundamental da força turística do Brasil.

 

Ao Ministro Gastão Vieira e ao Secretário Vinicius Lummertz, que em boa hora entenderam e viabilizaram o Espaço Brasil, as nossas homenagens, extensivas também ao ex-Secretário Executivo, Valdir Simão, e ao atual Secretário Executivo, Sergio Braune. De igual modo registro e homenageio o presidente da Abracorp – Edmar Bull, da Braztoa – Marco Ferraz e da Abeta – Douglas Simões, que em parceria inédita aqui realizam seus eventos, racionalizando esforços e ampliando os resultados.

 

Contudo, apesar de o Turismo ser cada vez mais considerado setor estratégico para a retomada do pleno desenvolvimento econômico e social brasileiro, é inaceitável que a contribuição decisiva desempenhada pelas agências de viagens ainda não tenha sido reconhecida e regulamentada pelo Congresso Nacional. 

 

Sem contar com o devido reconhecimento, mesmo quem mais investe na constante capacitação e na qualificação profissional dos seus colaboradores continua a sofrer abusos inaceitáveis e a concorrência desleal, que todos sabemos de onde vem. 

 

Para superar esse quadro de injustiça, esperamos superar este vergonhoso gargalo e obter, ainda este ano, a aprovação do Projeto de Lei 5.120, que será um passo decisivo nesta direção. Por isso agradecemos ao Ministério do Turismo, que expressa o seu apoio à nossa causa por meio das ações do ministro Gastão Vieira, que, inclusive, conseguiu colocar em pauta de votação o referido projeto. Obrigado senhor ministro. 

 

Registramos também o fato do Projeto de Lei 5.120, que foi proposto no ano de 2001 pelo Deputado Alex Canziani, já ter sido aprovado em todas as comissões parlamentares pelas quais tramitou por mais de uma década no Congresso Nacional. 

 

Agora, é preciso urgentemente levar o PL 5.120 para votação em plenário, pois nos causa estranheza que um parecer contrário de uma assessora interna da Câmara tenha mais força do que já foi deliberado por quem de direito: os senhores Senadores e Deputados Federais.

 

Insisto: a falta da regulamentação da atividade das agências de viagens no Brasil, como todos nós sabemos, cria um cenário favorável à proliferação de práticas comerciais irregulares e, pior, faz proliferar no ambiente das vendas online uma série de promoções enganosas, que geram prejuízos para as agências de viagens e aos consumidores, nossos clientes. 

 

Deputado Valadares, os milhares de agentes de viagens deste país esperam contar com seu apoio a esta causa para que, junto com o Ministro Gastão, possam resolver este impasse.

 

Também queremos cada vez mais estar lado a lado com os consumidores e, agora, com a possibilidade de o público poder visitar, no final de semana, a 41ª edição da Feira de Turismo das Américas – ABAV 2013, nós aproximamos o consumidor dos produtos e destinos ofertados pela cadeia produtiva do turismo, motivando o consumo por meio da rede de agenciamento, estimulando o saudável e o econômico hábito nos brasileiros de planejarem suas viagens com máxima antecedência, sempre com a consultoria de uma agência de viagens. 

 

Assim, ampliamos a percepção do consumidor em relação aos diferenciais que qualificam e recomendam os serviços prestados pelas agências de viagens, que agregam valor aos clientes em todas as etapas, com atendimento presencial e personalizado. Ou seja: as agências de viagens agregam valor desde o início, quando auxiliam o turista na escolha dos destinos, selecionam fornecedores que podem proporcionar ao viajante a melhor relação custo-benefício; analisam tarifas e regras tarifárias; avaliam e negociam condições comerciais; efetuam reservas; emitem e conferem passagens e vouchers; zelam pela assistência e segurança dos clientes e, sempre que necessário, atuam em defesa dos seus direitos, cobrando providências, reparações indenizatórias, reembolsos e exigindo medidas compensatórias dos responsáveis por eventuais falhas ou erros comprovados.

 

Nada é capaz de substituir as orientações, as recomendações, as dicas, os esclarecimentos e o atendimento personalizado que somente uma agência de viagens ABAV pode proporcionar aos clientes. 

 

Nos próximos três dias, antecedendo a abertura das bilheterias do evento para a visitação dos consumidores, participem das Rodadas de Negócios; aproveitem as mais de 200 palestras que compõem a programação da Vila do Saber CNC/SEBRAE; confiram as novidades apresentadas pelas mais de 70 operadoras expositoras; conheçam melhor as empresas de Ecoturismo e Aventura do Brasil e compartilhem as melhores práticas de gestão de viagens corporativas. Usufruam também as parcerias internacionais firmadas pela ABAV Nacional com a ITB Berlin, a BTL Lisboa e com todas as Associações das Agências de Viagens e Operadoras de Turismo dos países da América do Sul e de Portugal, realizando a troca de experiências e ampliando sua rede de negócios e perspectivas empresariais nos segmentos emissivo e receptivo.

 

O intercâmbio de conhecimento entre empresários do setor, com a presença dos mais de 2.700 expositores, com origem em mais de 60 países, além dos atrativos apresentados por 26 estados brasileiros, certamente favorece o desenvolvimento de bons negócios para todos os participantes da 41ª Feira de Turismo das Américas – ABAV 2013. 

 

Aliás, o desejo de que todos realizem bons negócios é o que melhor traduz os objetivos e o empenho de todo o Sistema ABAV; de cada uma das empresas e entidades que se dedicaram para garantir o sucesso antecipado desse que é o maior e o melhor evento internacional de negócios do setor de viagens e turismo do Hemisfério Sul.

 

Antes de encerrar estas breves palavras de boas-vindas, não posso deixar de registrar o esforço dispendido por toda a equipe de dirigentes e colaboradores da ABAV, conjuntamente com a equipe da Promo – Inteligência Turística, para que esta que é a maior edição dos nossos 60 anos, agora em São Paulo, pudesse ser realizada com pleno êxito.

 

Sejam todos bem-vindos e aproveitem a 41ª ABAV, o Espaço Brasil, o 40º Encontro Comercial Braztoa, a Ilha Abracorp, o Abeta Summit, as Rodadas de Negócios do Sebrae, os eventos internacionais ITB e a área de ski e neve. 

 

A todos, o meu muito obrigado.

 

Antonio Azevedo, presidente da ABAV Nacional

 

 

 

 

Siga-nos

 

Mais Lidos

  • Semana

  • Mês

  • Tudo