Maior operadora de viagens de lazer da América Latina lança programação de cursos de idiomas no exterior, com parcelas que cabem no bolso da família média brasileira

Operadora oferece cursos no exterior tanto para jovens até 25 anos, como para executivos com mais de 25 anos e o chamado público da “Melhor Idade”.

Santo André, 23 de março de 2015 – Estudar no exterior já virou um desejo de muitos jovens brasileiros. Entre os principais motivadores estão o aprendizado ou aprimoramento do idioma, a vivência de culturas diferentes, a experiência de vida, além do upgrade no currículo profissional. E de olho neste mercado, a CVC, maior operadora de viagens de lazer da América Latina, passa a atuar no segmento de viagens com cursos de idiomas no exterior, ao lançar pacotes de viagens com preços acessíveis e parcelas em até 10x sem juros.

De acordo com dados da Belta - Brazilian Education & Language Travel Association – associação brasileira que reúne as principais instituições que trabalham nesse ramo, a demanda por cursos no exterior cresceu 600% nos últimos 10 anos.  Estima-se que cerca de 250 mil brasileiros deixem o país todos os anos para estudar no exterior e que este mercado movimenta R$ 1,2 bilhão, 4% do total movimentado pelo setor do turismo.

Os pacotes criados pela CVC já estão disponíveis nas mais de 900 lojas franqueadas e 6.500 agências multimarcas credenciadas em todo o Brasil. São opções de viagens com cursos de idiomas, da língua inglesa e espanhola, nos Estados Unidos, Canadá, Europa, África, Oceania e, inclusive, em países da América Latina, concebidos tanto para estudantes de 16 a 24 anos como para jovens profissionais com mais de 25 anos e para o público da “Melhor Idade”.

Os pacotes de cursos no exterior da CVC também podem ser montados de acordo com o bolso de cada cliente (os cursos são a partir de 1 semana) e suas preferências em termos de acomodação, seja em casas de família, residências estudantis ou hotéis. Outra vantagem é que, o jovem executivo ou estudante, poderá combinar as férias em programas de lazer e de estudo, conjugando a mesma viagem e o tempo disponível para as duas atividades, como por exemplo: destinar duas semanas para o estudo e outras duas semanas para fazer turismo.

Na CVC, um curso de espanhol de duas semanas em Buenos Aires, já incluindo o curso e hospedagem em hotel com café da manhã sai a partir de 10x sem juros de R$ 323. Já um curso de inglês no Canadá por três semanas, com hospedagem em casa de família com meia pensão e traslado custa a partir de 10x sem juros de R$ 587.

Segundo a Santuza Bicalho, que está à frente desta nova unidade direcionada a Cursos no exterior, a CVC entra neste segmento com o objetivo de democratizar o acesso dos brasileiros aos cursos no exterior: “Assim como a companhia contribuiu para que a classe média brasileira realizasse o sonho de sua primeira viagem de lazer e de avião, agora seguimos a dianteira neste nicho de mercado, para que o brasileiro tenha a oportunidade de experimentar o idioma em outro país, aproveitando a vivência no exterior para dar um upgrade no currículo e na carreira”, explica.

Mesmo em momentos de alta de dólar e diminuição da oferta de postos de trabalho com carteira assinada é possível falar em estudo no exterior, já que se trata de um produto anticíclico, que abre oportunidades para quem busca investir na carreira para diferenciar-se no atual emprego ou na disputa de uma vaga de recolocação no mercado de trabalho.

 

Siga-nos