Dinâmica e temário agradam e motivam os presentes a recomendar uma maior participação dos seus pares nas próxima edições mensais do evento, realizado na sede da ABAV Nacional

Em sua 57ª edição, o evento que foi criado na primeira gestão de Edmar Bull, inspirado no também à época inovador serviço “Fale com o presidente”,ganhou novo formato, mais participação e o amplo apoio da audiência – formada predominantemente por associados ativos, mas também franqueada à inscrição dos dirigentes e executivos de TMCs, Operadoras, Agências de Viagens e Distribuidores, alguns deles, eventualmente, ainda não associados. Além da imprensa convidada,que também compareceu e produziu matérias de destaque.

A apresentação conduzida com objetividade e competência por Igor Miranda, diretor de Vendas Indiretas da TAM, demonstrou correlações estatísticas e análises preditivas de tendências de mercado para descrever o atual e o futuro desequilíbrio entre a oferta e a demanda.“As informações compartilhadas por Igor,a quem expressamos nossos sinceros agradecimentos, foram muito úteis, esclarecedoras e de fundamental importância à tomada de decisões estratégicas”, avalia Francisco Leme,presidente da ABAV-SP e anfitrião do encontro,“especialmente para agências de médio e pequeno porte”, complementa.

“Tivemos a oportunidade de falar diretamente com o diretor da maior companhia aérea do país. Isso é um grande ganho para uma agência de médio porte”, disse Douglas Barbosa, da MC&ATUR. “Estamos em um momento em que precisamos estar unidos e eventos como este são uma ótima forma de demonstrar a nossa força. Eu mesmo, procurarei fazer a minha parte, chamando mais associados para estarem presentes nas próximas edições”, completou.

Edmar Bull, (vice-presidente da ABAV Nacional e presidente do Conselho de Administração da Abracorp); Leonel Rossi,representando Antonio Azevedo, presidente da ABAV Nacional;Cássio Oliveira, diretor da Associação Brasileira dos Distribuidores de Passagens Aéreas e Serviços de Viagens (AirTkt); o anfitrião Francisco Leme, presidente da ABAV-SP; e, ainda, o próprio Igor Miranda, todos presentes ao evento,afirmaram ser contrários à aplicação da Distribution Cost Charge (DCC). A taxa, que foi anunciada pelo Grupo Lufthansa para vigorar apartir do próximo dia 1º de setembro,impõe a cobrança de mais € 16 para cada passagem emitida via GDS. “Temos que facilitar as vendas e não o contrário”, opinou Miranda, arrancando aplausos dos participantes.

 

Siga-nos