Agência promove viagem por sete cidades japonesas que representam diferentes épocas do destino, que é tendência internacional

O crescimento da procura dos destinos asiáticos pelo viajante brasileiro vem revelando propostas de viagem menos óbvias para a região, que concentra atrativos históricos, gastronômicos, religiosos e naturais. Para a Teresa Perez Tours, agência especialista em viagens personalizadas, o Japão é o país que reúne todas essas riquezas com um diferencial - a preservação de seu rico passado, mesmo após guerras e terremotos. Em novembro, a operadora leva um pequeno grupo de 15 pessoas para desvendar sete cidades japonesas que vão muito além de Tóquio e oferecem um panorama especial do destino.

Paôla Mansur Flecha de Lima é a nova traveller partner da Teresa Perez Tours e será a responsável por levar os viajantes para os diferentes tempos e realidades do Japão, compartilhando sua vivência e expertise em um roteiro customizado para surpreender os mais exigentes. "A viagem foi estudada desde a logística dos itinerários até a definição dos restaurantes, para oferecer o máximo de experiências inusitadas", adianta Paôla.

Destaques da viagem

Entre os highlights estão: a cidade de Hakone, famosa por suas águas termais e pela visão privilegiada do Monte Fuji; a visita ao Kerokuen Garden, um dos mais belos jardins do país, jantar com gueixas e visita a Kyoto e seus templos. Em 16 dias, o grupo passará por experiências como degustar um sashimi no mais tradicional mercado de peixes de Tóquio, fará aula de caligrafia japonesa, visitará o Parque dos Cervos Sagrados, passeará de barco pelo lago Ashi e contemplará alguns dos templos budistas mais importantes do mundo. 

A parte medieval da viagem aparece em Kanazawa, onde está o Geisha District, bairro que ainda mantém a atmosfera feudal com as casas de madeira. Outra parte da experiência histórica é a pernoite no ryokan em Yamashiro Onsen, uma hospedaria típica japonesa. Os visitantes dormem em quartos tradicionais, em um futon, no tatami, vestidos com o yukata. As outras hospedagens são em alguns dos melhores hotéis cinco estrelas do Japão, como: Mandarin Oriental Tokyo e The Ritz-Carlton, em Kyoto.

Extensão para a ilha artsy de Naoshima

A viagem ainda pode ser estendida para 18 dias, com passagem de dois dias pela ilha de Naoshima, em Kyoto, destino que é tendência entre os amantes das artes plásticas. Conhecida como o "Inhotim do Japão", abriga o Benesse House - complexo com um hotel e um museu projetado por Ando Tadou, o mais famoso arquiteto japonês. Hoje a ilha é um expoente de arte contemporânea, com quatro museus e oito instalações ao ar livre - entre elas uma abóbora gigante cheia de bolinhas produzida pela artista Yayoi Kusama. Com as mudanças, a população local, que gira em torno de 3 mil habitantes, transformou suas casas em pousadas, restaurantes e cafés - tudo para receber bem as cerca de 400 mil pessoas que visitam Naoshima anualmente.

Para saber mais sobre o roteiro da Teresa Perez Tours para o Japão acesse o site.

Siga-nos