Segundo pesquisa da Momondo, 40% preferem reduzir compras nas viagens

Os brasileiros continuam mais propensos a gastar em viagens do que com a aquisição de bens materiais. É o que revela a  momondo, buscador de passagens aéreas e reservas de hotéis, na edição 2017 do estudo International Travel Survey, que analisou os hábitos de viagem de homens e mulheres, entre 18 e 65 anos, no Brasil e em mais 22 países.

De acordo com a pesquisa, quando o assunto é empregar “bem” o dinheiro, o turismo é a opção favorita de 31% dos brasileiros. Despesas com comida e bebida, incluindo comer fora, aparecem em segundo lugar com 20% da preferência. Na terceira posição, com 14%,  ficam os gastos com a compra de produtos de moda, como roupas, sapatos e acessórios.

No ano passado, o índice de brasileiros que tinham as viagens como melhor forma de gastar dinheiro era de 36%. Outra curiosidade é que a aquisição de eletrônicos (TVs, smartphones, tablets e computadores) ocupava a segunda posição, com 13% da preferência. Este ano, essa opção ficou em quarto lugar, com 10%.

“Realizamos a pesquisa globalmente e a cada ano fica mais clara uma tendência mundial sobre a preferência do consumidor pela experiência e não pela posse. Essa mudança de ‘categorias’ no Brasil, como por exemplo o menor interesse de compra por eletrônicos e o aumento do gasto em ‘comer bem’, é um exemplo local disso”, explica Pedro Correia, responsável pela operação da momondo no Brasil.

 

Siga-nos