Santa Catarina é o estado com maior número de praias e marinas que ostentam a certificação

Com a intenção de aumentar a presença da Bandeira Azul em praias catarinenses nos próximos anos, a Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur) vai investir R$80 mil para desenvolver um estudo técnico e identificar aquelas que atendem aos requisitos para pleitear a certificação internacional de qualidade socioambiental.

A realização do Estudo de Viabilidade do Programa Bandeira Azul, que será realizado em duas etapas, foi anunciada pelo presidente da Santur, Leandro Mané Ferrari, nesta quinta-feira, 22, em cerimônia realizada na Capitania dos Portos, em Florianópolis, com a presença do governador Carlos Moisés.

- Queremos aumentar esse número. O estado vai ajudar os municípios a conquistar o selo que atrai um turismo ainda mais qualificado, que não chegava no Brasil. Hoje Santa Catarina já começa a receber turistas que só procuram ambientes com Bandeira Azul, um indicativo de sustentabilidade ambiental - destacou Mané.

Para o governador Carlos Moisés, as ações do governo focam nas pessoas e no fortalecimento da sustentabilidade ambiental das praias catarinenses. - Os dois projetos lançados se complementam, fazendo com que Santa Catarina continue sendo um grande atrativo turístico. Faz parte do que o Governo do Estado tem feito, que é fazer economia, colocar o dinheiro onde ele efetivamente deve estar - disse o governador, referindo-se também ao projeto de balizamento náutico anunciado na ocasião.

Na primeira fase, o estudo vai avaliar as condições das praias e selecionar as 40 com melhor histórico de balneabilidade. Na sequência, serão feitas visitas técnicas e preparação dos relatórios individuais, finalização do projeto e debate dos resultados obtidos, incentivando os municípios a participarem do Programa Bandeira Azul.

Santa Catarina é o estado com maior número de praias e marinas que ostentam a certificação. Entre as 18 praias e seis marinas contempladas no Brasil para a temporada 2020/2021, 13 praias e duas marinas são de Santa Catarina, consolidando a posição de “estado mais azul” do país, com o maior número de certificações. O hasteamento da Bandeira Azul assegura aos visitantes mais informações sobre os locais, qualidade da água e ações de educação ambiental.

O Programa é gerido pela Foundation for Environmental Education (FEE). Em âmbito nacional, a organização não-governamental credenciada é o Instituto Ambientes em Rede (IAR), com sede em Santa Catarina.

A coordenadora Nacional do Programa, Leana Bernardi, salientou que os municípios terão ferramentas para entender as reais possibilidades de conseguir a certificação. - Santa Catarina já se destaca com o Bandeira Azul e é muito importante para promover o estado cenário internacional, vai colocar Santa Catarina como principal destino de sol e praia da América do Sul - disse.

Também participaram do ato o presidente do Instituto do Meio Ambiente do Estado de Santa Catarina (IMA), Valdez Rodrigues Venâncio, a deputada estadual, Paulinha da Silva e o secretário de Turismo e Desenvolvimento Econômico de Bombinhas, Carlos Cândido.

Siga-nos

 

Mais Lidos