Através do projeto idealizado pelo Proagência, parceria entre Abav e Sebrae Nacional e executado pela Fundação Getulio Vargas, estes profissionais poderão avaliar seus negócios

A Matriz da Competitividade do Setor de Agenciamento de Viagens, pesquisa que avalia os níveis de competitividade das agências, tem se mostrado uma importante ferramenta para os EI (Empreendedores Individuais). Através do projeto idealizado pelo Proagência, parceria entre Abav e Sebrae Nacional e executado pela Fundação Getulio Vargas, estes profissionais poderão avaliar seus negócios e, assim como as demais agências de viagens emissivas e receptivas, receber orientações básicas sobre produtos, ferramentas e serviços para aprimorar a competitividade de suas empresas.
 
“Os Empreendedores Individuais são uma preocupação da Abav desde 2010 quando, através do Proagência, lançamos uma cartilha específica para empreendedores do agenciamento que queriam se formalizar”, destacou o diretor do Iccabav/Proagência, Antonio Azevedo.
 
“Para o Sebrae, que tem a meta de formalizar mais de um milhão de empresas até final desse ano, a matriz é uma ótima ferramenta. Através dela, o empreendedor individual poderá verificar como está se preparando para enfrentar o mercado e, ainda, receber apoio na formalização de seus negócios”, afirma a gestora do Proagência no Sebrae Nacional, Valéria Barros.
 
Camila Larsen, proprietária da Guest Viagens, no Paraná, diz que o preenchimento da Matriz deu uma melhor idéia sobre a diversidade de ferramentas de gestão disponíveis aos agentes de viagens. “Percebo a importância no fato de fazer parte das estatísticas das agências brasileiras, além de descobrir como está minha empresa em relação ao mercado e como está o meu trabalho”.
 
Disponível somente até o próximo dia 31 de maio, a Matriz de Competitividade é um questionário online de rápido preenchimento e que abrange todos os setores de uma agência de viagens como promoção e vendas, produtos e serviços, administração financeira, dentre outros.
 
Antonio Sergio de Castro, gerente de operações da Transoceanus, de São Paulo, ressalta que, com base no resultado da matriz, pretende definir novos objetivos para a empresa.
 
“Vejo esse projeto como uma oportunidade para abrir novos caminhos para a empresa. Ao saber o nível de competitividade que ocupamos no mercado poderemos redefinir estratégias para nos posicionarmos cada vez melhor”, acredita.
 
Com a compilação dos resultados, que serão apurados no mês de junho, todas as empresas participantes terão em mãos uma avaliação detalhada do nível de competitividade de suas agências. Já os resultados de todos os questionários serão transformados em encarte impresso e online para que os profissionais possam ter acesso.
 
O empreendedor individual Marco Di Veroli, proprietário da agência Travel Connection, na Paraíba, participou do projeto a fim de aprimorar seus negócios para, em breve, abrir uma loja.
 
“A empresa foi fundada há cinco meses e, certamente, o resultado da matriz dará um norte de como devemos nos posicionar no mercado. É importante conhecer as diversas ferramentas disponíveis e quais pontos podem melhorar”, relatou.
 
Tanto a Matriz de Competitividade quanto a cartilha de orientação “Empreendedor Individual: benefícios para o setor de agenciamento de viagens”, estão disponíveis nos portais Abav (www.abav.com.br) e Sebrae (www.sebrae.com.br/setor/turismo).

Siga-nos