Evento aconteceu no dia 6 de junho

 

A aproximação dos setores público e privado do Turismo da Capital com a produção acadêmica na área foi um dos temas de destaque na reunião do Fórum de Governança do Turismo de Porto Alegre ocorrida no final da tarde desta quinta-feira, 6, no Prédio 50 da Pontifícia Universidade Católica – PUCRS.

A construção de um novo centro de eventos em Porto Alegre a partir da confirmação, nesta semana, pelo Ministério do Turismo, do empenho para prefeitura municipal de R$ 60 milhões para a obra, também foi debatida. A conquista foi comemorada pelos integrantes do Fórum pela importância do equipamento que irá qualificar a competividade de Capital no segmento de eventos e incrementar o fluxo turístico na cidade e no Estado.

No encontro, o secretário municipal de Turismo, Luiz Fernando Moraes, que coordenou a reunião, e o diretor da Faculdade de Administração, Contabilidade e Economia, à qual está vinculado o curso de Tecnólogo em Gestão do Turismo, Adelar Fochezatto, assinaram termo de cooperação para projetos e ações conjuntas que promovam o incremento do setor. "Enxergamos o Turismo como uma atividade com excelente potencial e esperamos que essa parceria seja uma primeira etapa desta integração da academia com o mercado", destacou o diretor.

A aproximação começou na reunião, com a apresentação de quatro projetos desenvolvidos por alunos do 5º semestre do curso Tecnólogo em Gestão do Turismo, dentro da disciplina Desenvolvimento de Projetos Turísticos Sustentáveis: "Porto Noite Alegre", que aborda a oferta da noite porto-alegrense no segmento de casas noturnas; "Circuito Gaúcho – Cervejas Artesanais e Pratos Típicos", para a promoção e a valorização de pratos exclusivos da gastronomia local e da produção de cerveja artesanal; "Mapa das Sensações Porto Alegre Cultural", que agrega todos os atrativos turísticos culturais do Centro Histórico de Porto Alegre sob a perspectivas dos cinco sentidos (tato, visão, olfato, paladar, audição); e "Guia Gastronômico da Orla de Ipanema", de incentivo e estruturação dos restaurantes e bares existentes nesta região da capital.

De acordo com o coordenado curso, professor Maurício Schaidhauer, no início de julgo os quatro projetos serão entregues à Secretaria Municipal de Turismo (SMTUR). "Nosso objetivo é democratizar a informação e os projetos desenvolvidos, apresentar os novos profissionais ao mercado e contribuir com políticas públicas para o setor", antecipa Schaidhauer.

Integrado por mais de 30 entidades representativas do trade da capital, o Fórum foi também atualizado sobre os projetos da SMTUR que fazem parte do contrato de gestão da prefeitura e levam o Selo Copa 2014: Casa Mercosul do Turista; instalação de pórticos de boas-vindas nas principais entradas da cidade, de sinalização turística em mais bairros da cidade e de rotas de acessibilidade; modernização do Centro de Informação Turística (CIT) do Mercado Público e criação de um CIT Móvel; e busca de recursos no Ministério do Turismo para aquisição de mais dois ônibus para o city tour Linha Turismo.

Siga-nos