Universitários foram recebidos na Embratur para entender estratégias e ferramentas para divulgar o País no exterior

A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) promoveu, nesta terça-feira (05), um debate acerca dos desafios e oportunidades de promoção do País no exterior. O encontro, realizado na sede do Instituto, contou com a participação de 48 estudantes dos cursos de turismo da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), com sede na cidade de Diamantina, e da Universidade de Brasília (UnB).

Mediado pelo assessor de Gestão Estratégica da Embratur, Alexandre Nakagawa, o workshop serviu para expor estratégias adotadas para divulgar produtos, destinos e serviços turísticos, de olho na megaexposição dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. “Devemos aproveitar o ciclo virtuoso dos grandes eventos para reforçarmos a estratégia de promoção internacional do Brasil visando à manutenção do número de turistas internacionais, a ampliar divisas e gerar mais empregos”, afirmou.

Durante o evento, foram apresentados procedimentos de integração entre a iniciativa privada e as ferramentas do Instituto, criadas para atingir o trade turístico, imprensa e o consumidor final. Nakagawa destacou ainda ações realizadas em parceria com o Ministério das Relações Exteriores por meio de embaixadas e consulados do Brasil no exterior.

“Identificar os hábitos de consumo dos nossos públicos-alvo e potencializar a promoção por meio do uso de ferramentas digitais são medidas necessárias para alcançarmos as metas propostas pelo Plano Aquarela - Marketing Turístico Internacional do Brasil até 2020”, explicou o assessor. A publicação direciona as ações estratégicas da Embratur.

 

Oportunidade única

Estudante do 6º semestre de turismo na UnB, Julia Leite, de 19 anos, afirma que interações como essa contribuem para complementar a parte teórica do curso. “Conhecer as políticas de posicionamento do País no exterior por meio desse workshop foi importante para mim neste momento, já que o meu interesse profissional enfoca principalmente na área de planejamento e gestão pública”, diz a universitária.

“Marketing e turismo tem tudo a ver. Com uma visita à Embratur, os alunos são desafiados a romper com a falta de pragmatismo, muitas vezes presente na sala de aula. Eles também podem exercitar a própria capacidade de articulação. Esse contato otimiza o processo de formação dos futuros profissionais do setor”, afirma o professor de turismo da UFVJM Hebert Salgado.

Siga-nos