Gilson Machado Neto formalizou a entrega de verbas à Caixa e à Desenbahia para ampliar o acesso a crédito em meio à pandemia
 

Por André Martins (Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo)

Um evento nesta sexta-feira (09), em Porto Seguro (BA), marcou o repasse de mais recursos do Fundo Geral de Turismo (Fungetur) para a oferta de crédito durante a pandemia por agentes financeiros. Na ocasião, o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, oficializou o repasse de R$ 1,2 bilhão à Caixa Econômica Federal e de R$ 32 milhões à Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia), ampliando a disponibilidade de empréstimos. 

O Fungetur é uma linha de financiamento destinada, preferencialmente, a micro, pequenas e médias empresas. Diante dos impactos da Covid-19, o governo federal autorizou, ainda no ano passado, um aporte histórico de R$ 5 bilhões para auxiliar empreendimentos turísticos durante a crise, com taxas e prazos diferenciados. Os empréstimos podem ser obtidos em 29 instituições financeiras credenciadas ao fundo, responsáveis pela análise do crédito. (Saiba mais AQUI)

Durante o encontro, Gilson Machado Neto destacou o empenho do governo Jair Bolsonaro em socorrer o setor. “O nosso maior patrimônio é o capital humano, os empregos, e é isso o que governo Bolsonaro tem procurado garantir. Esses recursos permitem que as empresas consigam recursos pra manter o seu fluxo de caixa", frisou.

O ministro do Turismo garantiu ainda apoio à prefeitura de Porto Seguro para a construção de uma marina pública e destacou o potencial da cidade e do Brasil para o turismo náutico. "Temos águas quentes o ano todo, diversas ilhas, não temos furacão, maremoto, guerras... A sua marina vai sair, prefeito, é uma prioridade nossa", declarou.

O prefeito de Porto Seguro, Jânio Natal, comemorou os aportes do Fungetur. "Isso é muito importante porque prova a responsabilidade e o compromisso do governo federal com o povo brasileiro e c o nosso o turismo no país", afirmou.

Jânio Natal agradeceu também pela informação do ministro Gilson de que o presidente Bolsonaro pretende abraçar a proposta de fazer de Porto Seguro capital simbólica do Brasil todo dia 22 de abril - quando portugueses desembarcaram pela primeira vez no Brasil - o que agregaria ainda mais valor turístico à cidade.

Também presente, o secretário especial da Cultura, Mário Frias, enalteceu o apoio federal ao município baiano. "A presença do governo federal em Porto Seguro mostra o empenho do governo Bolsonaro de conhecer de perto as necessidades do nosso povo. Fica aqui o meu comprometimento com a cidade”, disse, manifestando apoio a uma proposta da Prefeitura de Porto Seguro de construir um Centro Cultural na região. 

O ministro da Cidadania, João Roma, acompanhou o evento e destacou o apoio do governo federal aos mais necessitados. "Trazer o governo federal para perto do povo e apoiar quem mais precisa é a missão do Ministério. Foi isso que o presidente Bolsonaro nos delegou: a tarefa de atenuar as dificuldades dos mais necessitados, mas também pedir que ascendam socialmente", declarou, destacando o início do pagamento de nova rodada de pagamentos do auxílio emergencial.

FUNGETUR - Os recursos proporcionados pelo Fungetur permitiram desde a capitalização de empresas até a realização de obras de infraestrutura turística por empreendimentos turísticos, entre outras iniciativas na área. Para acessar os empréstimos do fundo, é necessário estar registrado no Cadastur, o cadastro oficial de pessoas físicas e jurídicas que atuam no turismo nacional (Clique AQUI para fazer a sua adesão gratuita).

Até o momento, cerca de R$ 1 bilhão já foi contratado por meio do Fundo no país, garantindo a preservação ou a geração de mais de 51 mil empregos diretos. O secretário nacional de Atração de Investimentos, Parcerias e Concessões do MTur, Lucas Fiuza, apontou esforços pelo acesso aos recursos. “Esses resultados são fruto de um trabalho permanente do MTur para garantir que o dinheiro chegue de forma ágil e facilitada a quem mais precisa”, ressaltou.

SUPORTE - Além do Fungetur, o MTur adotou várias medidas para reduzir os efeitos da pandemia no setor. Uma delas foi a regulamentação da remarcação de serviços turísticos, proporcionando segurança a consumidores e trabalhadores. A Pasta também lançou o Selo Turismo Responsável, que indica o cumprimento de medidas de prevenção à Covid-19 por atividades turísticas e que já conta com mais de 27 mil adesões no país, sendo 1.948 apenas na Bahia.

AGENDA - A passagem do ministro do Turismo pelo estado ainda envolve outros compromissos. Nesta sexta à tarde, em Camaçari, Machado Neto acompanha o ministro da Cidadania, João Roma, na entrega da Estação Cidadania - Esporte (CIE). O espaço, que busca fortalecer ações culturais, esportivas e de lazer, conta com ginásio poliesportivo e dispõe de estrutura para futsal, handebol, vôlei e basquete.

Já na tarde de sábado (10/4), em Serrinha, os dois ministros visitarão as futuras instalações do CIE na cidade e vão inaugurar, no mesmo local, uma unidade do Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU). A unidade, que integra um projeto da Secretaria Especial da Cultura do MTur, abriga um ginásio e uma quadra poliesportiva externa, além de vestiários, sala de professores e técnicos, local de primeiros socorros e depósito, entre outras estruturas.

 

 

Siga-nos