Os projetos selecionados agora passam por uma etapa de classificação. Ao todo, serão contempladas oito rotas turísticas
 
Por Amanda Costa (Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo)

O Ministério do Turismo divulgou nesta sexta-feira (09) o resultado das propostas habilitadas a participar do Projeto Experiências do Brasil Rural, que busca apoiar e promover o turismo em áreas rurais do país. Nesta etapa, foram habilitadas, inicialmente, 15 propostas, que devem passar ainda por um processo classificatório. Ao final, a expectativa é selecionar oito projetos das cadeias agroalimentares do queijo, do vinho, da cerveja e dos frutos da Amazônia nas cinco regiões do país.

Com a divulgação dos resultados parciais, o prazo para encaminhamento de recursos está previsto para o período de 12 a 16 de abril. Os requerimentos serão analisados e o resultado com a definição das oito rotas turísticas que vão integrar o projeto deve ser anunciado no dia 22 de abril. Ao todo, o Ministério do Turismo recebeu 52 propostas de instituições interessadas em participar do “Projeto Experiências do Brasil Rural”. Acesse AQUI o resultado da 1ª etapa – habilitação.

O “Experiências do Brasil Rural” é fruto de uma parceria entre os ministérios do Turismo (MTur) e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), junto à Universidade Federal Fluminense (UFF). Por meio do projeto, serão selecionadas oito rotas turísticas que receberão apoio técnico para estruturação dos destinos e empreendimentos, bem como a comercialização de produtos e serviços.

Também estão previstas capacitações de empresários, empreendedores e produtores rurais para a criação ou aprimoramento de roteiros e experiências. Ao final dos processos de estruturação, a meta é inserir produtos elaborados por pequenos produtores rurais nos bares, restaurantes, meios de hospedagem, lojas de artesanato e outros equipamentos que integram o roteiro turístico rural.

ROTAS HABILITADAS – Entre as propostas pré-selecionadas estão o Caminho Sagrado, em Vila Flores (RS), que conta com opções culturais, atrativos históricos e gastronômicos, além da possibilidade do contato sustentável com a natureza. Outro roteiro é o Caminhos da Roça, localizado em Socorro (SP), na Serra da Mantiqueira, que abriga fazendas e propriedades rurais que possibilitam degustações de produtos caseiros, como queijos, iogurte, manteigas, café caipira, bolos, geleia, entre outros, além de pescaria e outras experiências do campo.

Há ainda o Circuito Turístico Caminhos da Roça, que fica na cidade de Afonso Cláudio (ES), e possibilita ao turista saborear a gastronomia típica da roça, incluindo vinhos caseiros e cachaça. E, também a Rota Amazônia Atlântica, na região de Bragantina, entre Bragança e Augusto Corrêa (PA), que oferta vivências rurais através de pesca artesanal, degustação de queijos artesanais, farinhas de mandioca e de frutas orgânicas encontradas no estado. Estes são apenas alguns exemplos das rotas turísticas pré-selecionadas.

TURISMO RURAL - O projeto integra uma série de medidas realizadas pelo governo federal para fomentar o Turismo Rural, segmento considerado crucial na retomada das atividades turísticas no contexto pós-pandemia. O segmento representa uma alternativa de renda para o campo, ajuda a estabilizar a economia local e cria negócios e empregos diretos e indiretos.

No Brasil já há uma série de empreendimentos rurais que estruturam atividades turísticas variadas e ofertam, por exemplo, experiências em colheitas de produtos agrícolas, participação no preparo de produtos como chocolates e vinhos e experiências gastronômicas características de cada região. Para saber mais, acesse o Boletim de Inteligência de Mercado no Turismo (BIMT) voltado ao Turismo Rural.

 

 

Siga-nos