Iniciativa dos ministérios do Turismo e da Ciência, Tecnologia e Inovações reúne inicialmente 10 localidades de todas as regiões do país

Por André Martins (MTur)

Uma cerimônia virtual na quarta-feira (30.06) com a participação dos ministros do Turismo, Gilson Machado Neto, e da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, marcou a adesão de 10 cidades brasileiras ao projeto-piloto de implantação de Destinos Turísticos Inteligentes (DTIs) no país. A iniciativa, fruto de um acordo de cooperação técnica entre os dois ministérios, é pioneira no Brasil e busca definir um formato nacional para a criação de DTIs.

O trabalho envolve duas localidades de cada região: Recife/PE e Salvador/BA (Nordeste); Rio de Janeiro/RJ e Angra dos Reis/RJ (Sudeste); Florianópolis/SC e Curitiba/PR (Sul); Campo Grande/MS e Brasília/DF (Centro-Oeste); Rio Branco/AC e Palmas/TO (Norte). Os municípios foram selecionados a partir de critérios como conectividade, disponibilização de internet pública gratuita e índices de empreendedorismo e de desenvolvimento humano, entre outros.

O ministro Gilson Machado Neto ressaltou que a implantação de DTIs vai elevar a competitividade do turismo nacional, com a consequente geração de emprego e renda. “Não tenho dúvida de que ações como essa farão a diferença no futuro e serão lembradas pela sua perenidade. Contem conosco para que a gente consiga construir um modelo que realmente auxilie o turismo e resulte em emprego e renda para a população”, declarou o ministro.

As cidades que integram o projeto-piloto de criação de DTIs vão passar por um diagnóstico que apontará uma estratégia para o desenvolvimento do turismo local de forma inovadora e interativa, além da capacitação de gestores locais do setor. Os municípios definirão os seus cronogramas de implantação com base nos resultados da avaliação realizada e de acordo com as principais necessidades e possibilidades de cada um.

O ministro Marcos Pontes celebrou avanços na parceria junto ao MTur e destacou o potencial de crescimento do turismo com a disponibilidade de destinos inteligentes. “O nosso país é maravilhoso! Eu vejo o Brasil como um dos protagonistas do turismo no planeta, e temos todas as condições para isso. A gente precisa colocar infraestrutura adequada para atender bem os turistas do próprio país e de fora que vêm visitar o Brasil”, sustentou Pontes.

A criação de DTIs é trabalhada pela Câmara de Turismo 4.0, formada por integrantes dos dois ministérios. Segundo o secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do MTur, William França, também presente na transmissão, a ação proporcionará experiências inovadoras aos visitantes. "A intenção é termos destinos que consigam transmitir experiências inovadoras e únicas, com destinos mais competitivos e atraentes”, declarou.

O trabalho voltado à implantação de destinos do tipo conta com o apoio do instituto argentino Ciudades Del Futuro e da Sociedade Mercantil Estatal para a Gestão da Inovação e as Tecnologias Turísticas, da Espanha. As instituições, pioneiras e referências na área, promovem a adaptação da metodologia para a realidade do país. O trabalho desenvolvido segue cinco pilares: Governança, Inovação, Tecnologia, Sustentabilidade e Acessibilidade.

PRONUNCIAMENTOS - Na cerimônia virtual da quarta-feira os prefeitos ou representantes das 10 Unidades da Federação que vão participar do projeto-piloto de criação de DTIs assinaram uma declaração de compromisso de adesão à iniciativa. Veja a seguir declarações de cada um deles durante a transmissão.

Prefeito de Salvador (BA), Bruno Reis: "o nosso desejo é transformar Salvador em uma cidade histórica, cultural e inteligente. Ter a oportunidade de estar entre essas 10 cidades e ter a chancela do Ministério do Turismo como um DTI vai fortalecer ainda mais o posicionamento de Salvador”.

Secretária de Turismo e Lazer de Recife (PE), Cacau de Paula: “quando a gente vê os pilares desse projeto, são sempre preocupações que a gente tem nos programas que lançamos aqui na prefeitura. Tenho certeza que estruturando isso na nossa cidade, a gente vai ganhar muito enquanto destino turístico”.

Secretário de Governo de Angra dos Reis (RJ), Cláudio Lima: "Angra fica muito sensibilizada por estar nesses 10 municípios que foram colocados no projeto-piloto dos DTIs. Angra fica à disposição para todas as necessidades, já que a cidade é muito citada pelo nosso presidente Jair Bolsonaro”.

Diretora-presidente da Riotur, Empresa de Turismo do Município do Rio de Janeiro (RJ): “é com muita honra que a cidade do Rio faz parte desse grupo. Estamos avançando em vários pontos na cidade e hoje lançamos o projeto de monumentos digitais, que já tem sinergia com o projeto de destinos inteligentes”.

Secretário de Turismo, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico de Florianópolis (SC), Juliano Pires: “Florianópolis é reconhecidamente uma cidade tecnológica e turística. Esse projeto vai acrescentar muito para a cidade, unindo as duas principais economias da cidade, turismo e tecnologia”.

Vice-prefeito de Curitiba (PR), Eduardo Pimentel: “temos trabalhado muito nessa pauta, que vem ao encontro do nosso plano de governo, que visa o turismo inteligente. E nós já criamos aqui um ecossistema de turismo multidisciplinar, envolvendo iniciativa privada, parceiros públicos e o trade turístico”.

Secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça: “temos recebido prefeitos do Brasil todo para conhecer o trabalho que estamos implementando com o apoio do MTur. Usando a tecnologia, estamos mudando a realidade para o turista internacional e, especialmente, a nossa população e visitantes do Brasil inteiro”.

Secretário de Cultura e Turismo de Campo Grande (MS), Max Freitas: “fazemos investimentos em tecnologia, turismo e cultura, para que possamos cada vez melhor receber o turista, que por aqui passa para o Pantanal ou para a Rota Bioceânica. Daí a importância desse trabalho de destinos inteligentes”.

Prefeita de Palmas (TO), Cinthia Ribeiro: “Palmas é o portal de entrada do Jalapão, a última cidade planejada do século XX, e recebemos pessoas de todos os lugares do país e do mundo. Palmas tem também o seu Plano Municipal de Turismo já pronto e que, inclusive, vai facilitar bastante esse trabalho de DTI”.

Prefeito de Rio Branco (AC), Tião Bocalom: “Rio Branco tem um potencial turístico bastante grande, até porque tem a marca Amazônia. Agradecemos por terem selecionado a cidade para esse projeto. Estamos elaborando um plano de turismo para a nossa capital e vamos obedecer aos pilares do modelo DTI”.

Clique AQUI para conferir a transmissão online desta quarta-feira sobre os DTI.

Siga-nos