Pin It

Livre das preocupações de família e trabalho, a terceira idade é a melhor fase de vida para se viajar. Muito embora o tempo imponha certas limitações ao corpo, existem destinos preparados para prestar todo o apoio necessário. Exemplo mundial em acessibilidade, Socorro, no interior do estado de São Paulo, é uma estância hidromineral com infraestrutura adequada para receber aqueles que procuram o turismo de saúde. Segmento este que, a propósito, cresce cada vez mais no Brasil.

A facilidade de acesso por si já é um motivo encorajador para o deslocamento. Somente 138 quilômetros separam Socorro da capital paulista, além de ser rota das principais rodovias estaduais. A rede hoteleira está preparada para receber os idosos, oferecendo instalações que se caracterizam pelo conforto, bem como por equipamentos desenvolvidos especialmente para quem tem mobilidade reduzida.

O grande atrativo desta aprazível cidade são suas águas. Por todo lugar, é comum encontrar bicas - como a Fonte da Pompeia -, para matar a sede a qualquer momento. Já as massagens e banhos de imersão ou de vapor são muito procurados por suas propriedades medicinais, devido à presença de sais minerais e enxofre. São indicados, sobretudo, para o tratamento de doenças respiratórias, coronarianas e articulares. Neste quesito, o Balneário da Pompeia se destaca com uma estrutura que conta com hidromassagens, duchas escocesas e terapias estéticas. Corpo e mente cuidados e em inteira conexão.

Estas, contudo, não são as únicas razões para se procurar este destino, que proporciona uma enorme variedade de passeios culturais. Da imponência sacra da Igreja Matriz às diversas mostras do Museu Municipal Dr. João Baptista Gomes Ferraz, as possibilidades são múltiplas. De Maria Fumaça ou a bordo do caminhão safári, faça uma viagem pela história. Nesta volta ao passado, pode-se assistir a um filme no charmoso Cine Cavaliere Orlandi, construído nos anos 40. Se preferir, é possível fazer um tour pelo Palácio das Águias, inaugurado em 1936 e inspirado no Palácio do Catete, do Rio de Janeiro. Já os casarões dos barões de café, com toda sua beleza e rica história, são atrações imperdíveis.

Por falar em fazenda, que tal tomar um chá da tarde com direito a bolos e queijos? Alguns estabelecimentos promovem experiências culinárias que envolvem a fabricação de doces artesanais e degustação daquele bom e velho café colonial caseiro. Na mesa, bolinhos de chuva, arroz doce e demais guloseimas capazes de deixar qualquer um com água na boca.

Para aqueles que não conseguem deixar de fazer umas comprinhas, Socorro é um paraíso para artigos de vestuário e trabalhos manuais. A roupa oportuna pode ser encontrada, fundamentalmente, em dois grandes centros, a Feira de Malhas e a Feira de Moda Fábrica. No Horto Municipal, bordados e crochês ganham destaque em feiras de artesanato de fins de semana. Isso tudo num ambiente onde se pode respirar ar puro e caminhar por vias pavimentadas a contemplar as árvores e a calmaria dos jardins sensoriais. Por fim, no colorido do verde também se descortina a vista panorâmica da cidade, a ser apreciada do Mirante do Cristo, um dos pontos mais altos da cidade.