Tribunal de Justiça do Rio julgou mérito da liminar e manteve a concessão

Na tarde da última quinta-feira (9), o colegiado da 21ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro julgou o mérito da liminar que contestava a concessão do Zoológico do Rio ao Grupo Cataratas. A votação foi unânime, por três votos a zero, mantendo a concessão à empresa enquanto ocorre o julgamento do mérito da ação em 1ª instância. A decisão de hoje dá ao Grupo a estabilidade para continuar o projeto que dará ao RioZoo um novo conceito, compatível com os melhores zoológicos do mundo com aporte de mais de R$ 65 milhões. 

Desde que foi reaberto, no dia 16 de dezembro, o Rio Zoo voltou a seus áureos tempos e registrou um público de mais 120 mil visitantes em menos de dois meses. Isto se deve às mudanças que o parque vem recebendo desde outubro do ano passado, quando o Grupo Cataratas se tornou o novo concessionário do espaço. De lá para cá, além da outorga paga à Prefeitura do Rio, no valor de R$ 4 milhões, o Grupo investiu mais de R$ 2 milhões em melhorias emergenciais como pintura, drenagem dos tanques, paisagismo, melhorias dos protocolos de alimentação e cuidados veterinários do plantel de mais de 1.300 animais, além da volta dos leões — animal símbolo do RioZoo. 

 

Siga-nos