Medida começou a ser adotada em São Paulo por segurança

A Uber começou a exigir o cadastro do número do CPF e da data de nascimento para pagamento para viagens com pagamento em dinheiro desde a última segunda-feira. A nova exigência foi implementada apenas em São Paulo, mas a previsão é que seja expandida para o resto do país nas próximas semanas. A medida foi adotada depois de casos de violência envolvendo os motoristas que trabalham para a plataforma.

Atualmente, para se cadastrar no aplicativo, o usuário precisa informar o nome, um número de telefone válido e um e-mail válido. Os dados de cadastro para novos usuários continuam os mesmos, mas na primeira viagem, se for paga em dinheiro e não tiver cadastrado um cartão de crédito, será pedido um CPF válido além da data de nascimento. De acordo com a Uber, a previsão é de que até usuários que utilizam cartão de crédito tenham que informar também o número do CPF.

A Uber informou que essa alteração é mais uma medida de segurança aplicada pela empresa. O aplicativo também tem algoritmos que detectam certos tipos de comportamento considerados suspeitos e que não podem ser divulgados para não comprometer essa funcionalidade.

Segundo a empresa, das 90 cidades onde o aplicativo opera com pagamento em dinheiro, nenhuma teve indício de que essa possibilidade provocou aumento de casos de violência.

Com informações do Jornal O Globo

 

Siga-nos